domingo, 8 de fevereiro de 2009

O conhecimento por contacto facilita as cunhas


O conhecimento por contacto consiste no conhecimento directo e presencial do objecto em causa: pessoas, coisas, lugares, etc.
Por exemplo: se dissermos "O Sr. César B. conhece pessoalmente o Presidente da Câmara de Florença" ou "O Sr. César B. conhece Florença como a palma das suas mãos" estaremos a referir casos de conhecimento por contacto.
Como é natural, "meter uma cunha" será uma acção com mais probabilidades de sucesso se existir entre os intervenientes esse tipo de conhecimento. Porém, o cartoon é obviamente irónico. Com efeito, quando se fala de "sociedade do conhecimento" o conhecimento referido é de outros dois tipos: o "saber fazer" (ou conhecimento prático) e o "saber que" (o conhecimento de proposições).

(Vou colocar uma etiqueta dizendo "Portugal". Contudo, isto é como se diz no final dos filmes: qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência.)

Cartoon de Bandeira, Diário de Notícias

1 comentário:

Joana Viegas 11º C disse...

No nosso dia-a-dia falamos de conhecimento, de crenças que estão fortemente apoiadas por dados, e dizemos que elas têm justificação ou que estão bem fundamentadas.
Nos dias que correm, vivemos numa completa "sociedade do conhecimento".
No cartoon é feita uma sátira a isto mesmo: se quero usufruir de um produto ou serviço enquanto cidadã, muito provavelmente o poderei fazer ou adquirir com mais rapidez e eficiência se possuir cunhas (conhecimento por contacto, pela experiência directa entre os intermediários).
Somos verdadeiramente um país de "mexer os cordelinhos".
Por um lado os portugueses vêm nas trocas de favores uma ferramenta para contornar a lentidão do Estado.
Por outro temos uma quantidade de "protegidos", possuidores destes conhecimentos: Senhores Doutores Engenheiros que dizem tudo saber e fazer ( que misteriosamente recebem mais vantagerns e regalias que qualquer outro trabalhador do sector público ou privado), corruptos inflitrados e fugas ao fisco constantemente "perdoadas" sabe-se lá por quem e porquê...
Com a ameaça da crise, a instabilidade que o muundo vive e aumenta de dia para dia, a nossa rica "Sociadade do Conhecimento" apenas tenderá a aumentar igualmente.


E ora aqui está uma senhora que Conhece Portugal muito bem!