domingo, 15 de março de 2009

A dúvida metódica (este deveria ter sido o primeiro post deste blogue)

“De há muito tinha notado que, pelo que respeita à conduta [na vida prática e quotidiana], é necessário algumas vezes seguir como indubitáveis opiniões que sabemos serem muito incertas. Mas agora, que resolvera dedicar-me apenas à descoberta da verdade, pensei que era necessário proceder exactamente ao contrário, e rejeitar como absolutamente falso tudo aquilo em que pudesse imaginar a menor dúvida, a fim de ver se após isso acaso ficaria qualquer coisa nas minhas opiniões que fosse inteiramente indubitável."
René Descartes, Discurso do Método, trad. de Newton de Macedo, Lisboa, 1988, Livraria Sá da Costa Editora, pág. 27.

3 comentários:

Anónimo disse...

Então afinal o que é a duvida metódica mais concretamente?

José Ribeiro disse...

A dúvida é um meio para encontrar um conhecimento indubitável.

José Ribeiro disse...

A dúvida é um meio para encontrar um conhecimento indubitável