domingo, 17 de maio de 2009

O Sócrates é prepotente e mentiroso!

- Erixímaco – perguntou Alcíbiades, «meu excelente amigo, acreditas de verdade naquilo que Sócrates disse há pouco? Sabes que o que se passa é exactamente o contrário daquilo que ele afirmou? Este indivíduo, se me ponho a elogiar alguém na sua presença – trate-se de um deus ou de um homem qualquer, contando que não seja ele – não passa sem chegar a vias de facto…

- Não terás tento nessa língua? – interrompeu Sócrates.

- Por Posídon! – exclamou Alcíbiades. – Não te zangues, nem eu seria capaz de louvar fosse quem fosse diante de ti!

- Se assim queres – conciliou Erixímaco – faz isso mesmo: um elogio de Sócrates.»

Platão, O Banquete, 214d, tradução de Mª T. Schiapa de Azevedo, Edições 70, Lisboa, 1991, pág. 88.

Chamo a atenção dos leitores menos atentos que, embora a etiqueta “Portugal” exista no Dúvida Metódica, ela não foi colocada neste post.

(Gostava de ter sido eu o autor da ideia, mas infelizmente este post é um mero plágio de um post que li há meses noutro blogue – talvez o Câmara dos Lordes, mas não tenho a certeza.)

3 comentários:

Daniela Major disse...

Caro Carlos: Infelizmente não fui eu, por isso o link é um bocado injusto ;);)

Mas obrigada pela visita ao blogue. Tenho efectivamente 16 anos e ando no 11 ano. Obrigada pelo elogio ao blogue.

Carlos Pires disse...

Daniela:

Não precisa agradecer uma vez que o seu blog merece ser visitado. Pela mesma razão, o link é "justo".

Já agora, e tendo em conta que anda no 11º, espero que o DM possa ter alguma utilidade para si.

Daniela Major disse...

Sim já vi que tem...aliás tive teste de filosofia aqui há uns dias e não tinha apontamentos sobre Senso Comum e conhecimento cientifico e o blogue deu-me muito jeito. É autêntico serviço público!