quinta-feira, 29 de outubro de 2009

O que pode justificar o reconhecimento de direitos aos animais?


video

As qualidades que os seres humanos atribuem a alguns animais não humanos (a fidelidade dos cães, a beleza dos tigres, etc.) serão relevantes no que diz respeito ao reconhecimento dos seus direitos? Em caso afirmativo, significará isso que os animais que, por exemplo, não são fiéis nem belos, não têm direitos ou têm menos direitos que os outros?

Ou, pelo contrário, o reconhecimento de direitos aos animais não humanos deve ser feito independentemente da sua eventual relação com os seres humanos?

Estas questões pressupõem que se deve reconhecer direitos aos animais, mas será que se deve? Porquê?

Nota: Agradeço ao meu colega Luís Santos o envio do video.

4 comentários:

Cristina Bernardes disse...

Gostei bastante de visitar este espaço... e como também estou ligada à educação coloquei este link no Fascínio das Palavras.

Obrigado pela visita e reflexão na Floresta das Leituras.

Até breve.

Anónimo disse...

Ola gostei das palavras enviadas á Cristina Bernardes.
Por vezes nós só vemos as coisas más da pessoa que nós amamos esquecendo as coisas boas que já passamos...
Todos nós temos momentos bons e maus e se realmente amamos o outro só temos é que o ajudar...

Serpsico disse...

Acho que o que justifica é o fato de terem a capacidade de sofrer, de sentir dor e nós sabemos o quanto isso é ruim e o que causa dor e sofrimento aos animais.

Sara Raposo disse...

Se não é ético inflingir, propositadamente, dor aos seres humanos, também não é defensável que o seja aos animais.
O facto destes não serem racionais não justifica a sua utilização instrumental, por exemplo em experiências,tal como refere no seu Blogue.
Agradeço o seu comentário.