terça-feira, 20 de outubro de 2009

Desenhos com areia: será isto arte?

Muitos desenhos de Kseniya Simonova são (na minha opinião) belos. A sua realização revela perícia (eu, por exemplo, não seria capaz de fazer nenhum deles). É manifesto que exprimem ideias e sentimentos da autora. Esta, ao fazê-los e apresentá-los publicamente, comunica a outras pessoas essas ideias e sentimentos. Tal comunicação desperta emoções nessas pessoas e - presumivelmente – leva-as a reflectir e a debater acerca dos temas dos desenhos.

Serão estas razões suficientes para considerar artístico o trabalho de Kseniya Simonova?

O facto dos desenhos com areia serem efémeros poderá ser considerado uma razão para não serem considerados obras de arte?

O facto da generalidade dos especialistas em arte e dos artistas reconhecidos como tal, ignorar habitualmente os desenhos com areia e não os incluir nas suas listas de formas de arte, será razão suficiente para alguém que deles goste não os considerar obras de arte?

3 comentários:

Diaboderoupacurta disse...

Eu já tinha visto isto. É sem dúvida arte e deixou-me de queixo caído! parece impossivel de fazer, mas no entanto ela o faz! :D

Humberto disse...

Fabuloso, ela mereçia ser mais reconheçida pelo seu trabalho, está excelente! Parabéns para ela e sim de facto acho que isto é arte!

Aires Almeida disse...

Carlos, nem a beleza nem a perícia são condições suficientes (nem necessárias) para algo ser arte, seja qual for a definição de que adoptes (estou a falar das definições disponíveis, claro).

Por outro lado, não me parece manifesto que a autora exprima sentimentos. Quais sentimentos? Mas mesmo que exprima sentimentos, daí não se segue que o que está a fazer seja arte, mesmo que adoptes a teoria expressivista da arte. Exprimir ideias e sentimentos é o que fazemos a toda a hora nas situações mais banais do quotidiano, sem estarmos, por isso, a fazer arte.

Mas também não é o facto de os desenhos serem efémeros que impede que sejam arte. Várias artes são efémeras (a dança, por exemplo) e muita da arte conceptual é efémera (happenings, performances, etc.).

Perguntas: "O facto da generalidade dos especialistas em arte e dos artistas reconhecidos como tal, ignorar habitualmente os desenhos com areia e não os incluir nas suas listas de formas de arte, será razão suficiente para alguém que deles goste não os considerar obras de arte?"

Não sei o que dizem os especialistas, mas se bem compreendo o problema da definição da arte, tal como ele tem sido colocado, o que está em causa é saber por que razão certos objectos são classificados como arte. Assim, o facto de eu achar que tal objecto é arte, apesar de geralmente não ser assim classificado, é tão relevante para a compreensão do conceito arte como o é, para o conceito de pornografia, o facto de eu dizer que as promessas eleitorais levianas são pornográficas.

De resto, acho impressionante a perícia da mulher, que não conhecia.

Um abraço