terça-feira, 13 de novembro de 2012

Dia Mundial da Filosofia: vem debater ideias online

image

Segundo a UNESCO,  dia 15 de Novembro, é o DIA MUNDIAL DA FILOSOFIA. A melhor forma de o celebrar, julgamos nós, é debater ideias. Afinal, é a discutir que se aprende.

Assim, lançamos aos leitores, e a todos os outros eventuais interessados, o desafio de apresentarem e discutirem – na caixa de comentários deste blogue - as suas ideias sobre a seguinte questão:

O que é mais importante: a liberdade ou a igualdade?

78 comentários:

Diana Todica disse...

Para começar, acho que ambos os valores são muito importantes para a Humanidade. Há vários séculos que a liberdade tem sido um ideal a ser alcançado, penso que nunca teremos liberdade total, pois as nossas escolhas muitas vezes dependem de acontecimentos que antecedentemente influenciaram as nossas escolhas. O mesmo se passa com a igualdade. Acho que por um lado estes valores estão ligados, mas contradizem-se. Podemos querer ser livres, mas também, ao mesmo tempo, podemos querer ser diferentes um dos outros, pois se cada um de nós escolhesse livremente, de certeza que grande parte de nós escolhera caminhos diferentes uns dos outros. Num país onde o mais importante é a liberdade, o governo pouco intervém nos problemas de igualdade, mas num país onde o mais importante é a igualdade, pagam-se mais impostos, para as pessoas recebem mais subsídios, caso lhes aconteça alguma coisa, e apesar de todos os impostos, este tipo de governo é o mais apoiado.
Penso que a liberdade e igualdade são enganos,conceitos distantes que nem se aplicam a nós, porque penso que nunca teremos total liberdade ou igualdade, haverá sempre algo que limita o nosso poder de escolha livre, e haverá sempre algo ou alguém que nos impedirá de ser iguais, pois afinal, somos tomos diferentes, mas ao mesmo tempo sendo todos iguais. As diferenças (por mais pequenas e insignificantes que sejam) sempre farão parte dos preconceitos de grande parte das pessoas. Por exemplo, todos (e quando digo todos, em princípio é a grande maioria), temos dois braços, duas pernas, olhos, boca e nariz, coração, sangue e artérias, etc., temos aquilo que a grande maioria tem, por vezes a única diferença é a cor, feitio, ou diferentes aspectos que nos distinguem dos outros. A não aceitação de pessoas supostamente diferentes é um preconceito que há muito deveria ser abolido.
Acho que nunca teremos total liberdade, pois não fomos nós que escolhemos se queríamos nascer, em que família queríamos viver, se queríamos ser desta espécie, se queríamos ser rapaz ou rapariga, nem escolhemos certas ideias, hábitos que hoje em dia temos e que foram influenciadas pelos nossos pais e cultura...
Visto que nunca teremos liberdade e igualdade total, e que ambas são uma farsa, uma mera ilusão para a Humanidade, acho que a igualdade é o mais importante, porque tanto nós como os outros temos igual direito de vida, de assistência médica, alimentação, diversão, ou realização de outras actividades. Mas para haver igualdade tem de haver liberdade, e para haver liberdade tem de haver igualdade, só que ao fazermos alguma escolha livre, podemos querer ser diferentes. Por exemplo, as pessoas que possuem deficiências físicas ou mentais, não escolheram ser assim, e essas características muitas vezes impedem essas pessoas de serem felizes e praticar certas acções que lhes são negadas, devido ao seu problema...
Portanto, ambos os valores são necessários, (mesmo que não na sua totalidade) para cada um de nós conseguir fazer escolhas e praticar uma acção que não prejudiquem nem a si próprio nem os que estão à sua volta, vivendo civilizadamente e em paz (outro conceito que é uma ilusão).

LV disse...

De forma simplificada, os conceitos podem ser entendidos como estando numa oposição incontornável e se um se destaca, enaltece ou realiza, o outro, pelo contrário, tende a desaparecer. Diria, mais próximo da tradição dos direitos naturais, que a liberdade resulta de uma acção que concretiza a natureza humana na sua plenitude. Ao passo que a igualdade é contrária à natureza (humana ou não), a menos que dela se tenha uma visão tão delimitada quanto possível, a dignidade moral, por exemplo.
Saudações filosóficas.
Luís Vilela.

Anónimo disse...

Eu penso que tanto a igualdade como a liberdade são dois valores muito importantes na nossa vida, que devemos preservar. Mas na minha opinião, tendo em conta que temos de escolher entre qual destes valores é mais importante, penso que a liberdade é mais importante. Pois se tivermos liberdade então temos o direito de adotar na nossa vida o direito da igualdade e poderemos ser todos livres. Enquanto que se considerássemos a igualdade como o valor mais importante correríamos o risco de ser todos iguais mas, não todos livres, pois como somos diferentes necessitamos de valores diferentes e teríamos diferentes ideias que só a liberdade nos possibilita.

Catarina Sousa, 10ºE, nº5

Rosário Freitas disse...

Estive a ler os comentários com muita atenção e aquele que despertou o meu interesse foi o da jovem Catarina Sousa, aluna de um 10º ano. Simples e assertivo, concordo com a sua visão. São dois valores fundamentais difíceis de hierarquizar mas que necessitam um do outro. E, não há dúvida que sem liberdade não conseguimos exercer o nosso direito de escolha e, por isso, para que a igualdade aconteça é necessário sermos livres.

Anónimo disse...

Penso que a igualdade e a liberdade são igualmente importantes. No entanto escolheria a liberdade, uma vez que esta dá-nos a possibilidade de fazer escolhas. Tendo liberdade podemos optar por contruir uma sociedade igualitária.

Miguel Gonçalves Nº20 10ºE

Julio Cesar do Brasil disse...

Ao lançar a pergunta, o idealizador do debate já nos dá a dica de que prefere a liberdade. Se não o fosse, não daria a opção de escolha(mais importante). Assim, a liberdade deve ter hierarquização em maior grau, já que a igualdade nos deixa apáticos e engessados, equanto a liberdade no leva pelos caminhos das escolhas. Importante saber que ao tomá-las, ficamos sujeitos ao inevitável reflexo das consequências. Muitas saborosas, outras(ou a grande maioria) doloridas e amargas.

Carlos Pires disse...

Júlio César:

Não concordo. Os autores do blogue têm opiniões acerca do assunto, mas a pergunta é neutra e não favorece nenhuma das teses em causa .

Anónimo disse...

É dificil de responder a esta pergunta pois eu acho que estes dois conceitos têm uma relação de proximidade muito importante porque se somos livres não podemos ser discriminados pela nossa cor, religião, aspecto, forma de pensar ou o que quer que seja (conceito de igualdade)e se formos discriminados não temos liberdade. Eu penso que ambos os conceitos são muito importantes e acho principalmente que tanto como a liberdade e a igualdade são facilmente fragelizaveis e deviam ser respeitadas pois muitas pessoas não ligam ao seu valor incognito.

10ºD Nº10

Anónimo disse...

Na minha opinião ambos são importantes porque uma sociedade tem de se tratar entre si como se não houvesse diferenças étnicas.... A igualdade devia e deve ser igual perante todos, todos devem de ter os mesmos direitos e ai sim iríamos ter uma boa sociedade. As pessoas devia ser livres no que diz respeito a ter liberdade de expressão mas não aquela liberdade de cometer um crime e em vez de ficar na cadeia continuar em liberdade. para o bem da humanidade todas as pessoas deviam ter estes dois conceitos atrás referidos.

nº18 10ºD

Anónimo disse...

Na minha opinião podíamos ter uma boa sociedade se todos tivessem direito à igualdade sem desprezar a raça. Todos deviam de ter os mesmos direitos etc. Para termos também uma boa sociedade todas as pessoas deviam ter uma certa liberdade para fazer certas coisas sem estarem sempre a sr vigiadas ou com medo do que os superiores possam fazer. Iríamos ter uma boa humanidade se tivéssemos estes dois conceitos atrás referidos.

nº18 10ºD

Bold Man disse...

Sem igualdade não há liberdade. Nesta sociedade como está organizada não pode haver igualdade é incompatível.

Anónimo disse...

Para começar, acho que a liberdade e a igualdade são valores muito importantes num mundo social.
Numa sociedade tem que haver liberdade de expressão, apesar de sermos todos iguais e ao mesmo tempo diferentes, obrigatoriamente tem que ter liberdade os homens tem que ser livres e justos e sermos compreensivos.

Liberdade e igualdade
A liberdade é importante pois permite desenvolver a criatividade. Já a igualdade apesar de importante nivela a sociedade evitando a sua divisão por categorias.
Numa sociedade livre as ideias têm mais possibilidade de serem criadas e quando postas em prática estas resultam em ganhos, não só para a colectividade mas também em benefícios para o criador que é compensado pela inovação. A igualdade limita a criatividade e o desenvolvimento uma vez que na tentativa de diminuir as diferenças não recompensa quem cria desenvolvimento; procura dar a todos o mesmo tratamento.
Se por um lado esta falta de recompensa que a igualdade retira da liberdade desactiva a liberdade de criação por outro, trás segurança, evita a marginalização e suaviza as diferenças sociais.
Cássia Rossana 10ºD curso: línguas e humanidades

MACIDE disse...

Liberdade ou Igualdade? Pergunta interessante, mas penso que a Liberdade existe desde os nosso primeiros dias, a Igualdade é uma coisa secundária, nós devemos ter liberdade de escolha, ao termos essa liberdade vamos colher o que plantamos nada mais. Penso que o mais importante não é a igualdade nem liberdade, mas sim o RESPEITO, se todos nos respeitassemos e respeitassemos as decisões de todos talvez conseguissemos ter Liberdade e Igualdade ao mesmo tempo, mas neste mundo hipócrita e ganâncioso é impossivel, não vou ser hipocrita ao dizer que não sou hipocrita, não conheço uma única pessoa que não o seja.
Eu preferia ser livre de fazer o que quisesse do que ser igual aos outros, pessoas normais nunca fazem diferença na sociedade de hoje. Penso que não existe sentido na vida se não fizermos para sermos recordados, porque "O Homem só vive uma vez mas a História recorda-nos para sempre!"
Todos sabemos que hoje em dia não temos toda a liberdade que queremos devido a burocracia em que vivemos, igualdade muito menos temos, num Mundo com 7mil milhões de habitantes haver 2mil milhões de pessoas a passar fome extrema enquanto a outra parte desperdicia 50% da comida que produz, não há igualdade nenhuma nisso.. Mas vamos aproveitar a pouca liberdade que temos e lutar contra todas as expectativas, contra tudo e todos e realizarmos tudo a aquilo que nós queremos e alcançar alguns momentos felizes, porque com Liberdade só a falta de vontade nos fará parar. PEDRO MACIDE 11ºD

Anónimo disse...

Antes de tudo, ambas, liberdade como igualdade, são muito importantes. No século 20, esse debate entra as duas ideais da Revolução Francesa - a liberdade e a igualdade - foi responsável por grande parte das crises e dos conflitos da primeira metade desse século.
Acho que o mais importante seria a liberdade. Com isso podemos exprimir-nos, somos livres de fazer o que queremos. De defender as nossas teorias e ideias, falar dos assuntos que nos queremos, dizer se gostamos de uma coisa ou de outra.
Acho que é o conceito o mais importante, ser livre de reagir ao que queremos.
E a partir da liberdade, podemos também ser iguais. Pois, se somos livres então, independamente da nossa desigualdade, todos temos o direito de dizer e de fazer o que pensamos, sim porque somos todos livres.
Portanto, por mim, acho que uma coisa leva a outra.
E pra ver como não tem nenhuma diferencia entre esses conceitos, faço referencia a essas palavras “Liberté, Egalité, Fraternité” (Liberdade, igualdade, fraternidade, em francês) que foi o lema da Revolução Francesa, onde essas três palavras são expostas ao mesmo grau de importância.
Wendy, N°27, 11D

khj,j disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Joana Rainha 11• D disse...

Igualdade ou Liberdade, penso que ambos sao valores importantes numa sociedade justa. Acho que nem sempre pode haver igualdade sem haver liberdade. Penso isso porque acho que se uma pessoa X quer ser igual á pessoa Y em relacao aos seus principios e caracteristicas fisicas ou psicologicas é necessario existir uma liberdade por exemplo de expressao onde ambas as pessoas poderão discutir ideias o que podera mudar-lhes os seus principios . Penso que uma pessoa para se sentir bem no meio onde vive precisa de se sentir livre de tomar uma decisao, ou de fazer aquilo que acha correcto em relacao a alguma coisa, mas ao mesmo tempo tem de sentir que tem igualdade perante os outros, isto é, sentir-se (na minha opiniao) capaz de "fazer" ou "realizar" alguma acçao que todos os outros ao seu redor poderao eventualmente fazer. :)

Anónimo disse...

Na minha opinião a liberdade e a igualdade são dois direitos fundamentais, porém se tiver de os distribuir pelo grau de prioridade escolho a liberdade, pois sem ela os seres humanos não poderiam tomar certas escolhas e uma vez que cada um de nós é que comanda a sua vida es te direito é indispensável. A liberdade dá-nos o poder de escolha enquanto que a igualdade não, pois ela defende que todos devemos ser iguais e assim as pessoas não poderiam debater as suas ideias.
Jéssica Agostinho 10E N12

Emanuel Noivo disse...

Em primeiro lugar, tanto a liberdade como a igualdade são valores de extrema importância para a vida em sociedade, tanto mais que ambos são defendidos na Declaração Universal dos Direitos Humanos (artigos I, III, XVIII).
O Ser Humano, ao longo da história, sempre lutou pelos ideais que lhe permitiam construir um mundo perfeito, assente nestes dois valores, entre outros, e hoje em dia, podemos afirmar que em grande parte, estes são respeitados.
Contudo, estes valores parecem-me ser inalcançáveis na sua totalidade, porque na realidade, não somos completamente livres, dado que não podemos controlar todos os acontecimentos exteriores à nossa vontade e que determinam parte do que somos, como a genética, a nossa educação ou até mesmo as leis pela qual a nossa sociedade se rege. Todos estes fatores nos tiram parte da nossa liberdade, embora sejam necessários para conseguirmos viver em sociedade.
No caso da igualdade, também me parece inalcançável, pois embora os humanos sejam praticamente iguais fisiologicamente (daí sermos todos humanos), temos várias diferenças, físicas e especialmente a nível psicológico que nos diferem uns dos outros, embora o conceito de igualdade possa ser aplicado de outro modo, mais comum quando se fala da igualdade como valor, que é o caso de igualdade de oportunidades, a igualdade de assistência médica, igualdade entre géneros, entre outros, que considero serem importantes para a vida de qualquer pessoa. Mas voltando às diferenças, de carácter, na maneira de pensar, de agir, etc… São estas que fazem a nossa espécie evoluir como um todo, provando-se mais uma vez que uma igualdade não absoluta é o melhor para a Humanidade. As diferenças são o que fazem de nós aquilo que somos.
Voltando à pergunta inicial, penso que não há uma escolha clara de qual destes valores é o mais importante, mas na minha opinião é a liberdade, pois penso que a igualdade restringe um pouco o potencial de cada pessoa ao tentar torná-las mais iguais psicologicamente, enquanto a liberdade permite que cada um possa pensar por si próprio, agir pelo que acredita e em geral ter a vida que queremos.
Para finalizar, volto a referir que apesar da minha opinião, acho que são os dois de extrema importância para a nossa vida, talvez como opostos que mantêm a sociedade em equilíbrio, pois a uma sociedade completamente livre, associar-se-ia o caos e a lei do mais forte, enquanto que a uma sociedade completamente igual, associar-se-ia uma paz completa, mas sem evolução e praticamente morta em termos mentais, por não haver objetivos diferentes, competição, etc… Por isto, embora pense que a liberdade é o mais importante, apenas uma sociedade com ambos estes valores, em que ambos se complementam, pode prevalecer.

Anónimo disse...

Este assunto é demasiado intrigrante devido há existencia de várias pirâmides de valores, desenrrolado pela religião, cultura, meio etc.
Há pessoas que dão importância à igualdade, entre sexos,raças, e estatutos sociais, tendo em conta diversas prespêctivas, como o salário e os direitos fundamentáis.
Quem toma a ação de criticar seja qual for os pontos que anteriormente citei esta a tomar o outro extremo da questão , a liberdade , a liberdade de expressão que leva a agir de livre de vondade não só, na área da igualdade como em outros diversos valores.
Na minha sincera opinião, o direito mais importante é a LIBERDADE, porque sem ela seriamos manipulados/guiados a ações que iriam derivar de acontecimentos exteriores, e assim a igualdade nunca poderia ser posta em questão porque não faria sentido já que defendendo o determinismo radical, se já esta traçado o nosso destino, qual é a importância de haver igualdade,já que cada um já parte desigual ?.

Anónimo disse...

Continuação : Mas vendo em outra maneira, quem defende que temos livre-arbitrio, como é o caso dos libertistas, ai sim, já que temos a liberdade temos o dever de adotar a igualdade como um direito fundamental e acima de muitos outros.
Cada pessoa tem o direito de escolher entre a liberdade e a igualdade, mas racionalmente a liberdade é a mais obvia, ao escolhermos a igualdade que reflexão retiramos ? que temos uma atitude dógmatica e somos manipulados ?.
Já com a liberdade podemos reflectir que todas as ações que fazemos são causadas e responsablizadas por nós, e optar pela igualdade depende de cada um respeitar.

Miguel Ângelo Cunha 10D nr ²⁴

Bruno Cardoso disse...

Liberdade & Igualdade
O que é mais importante: liberdade ou igualdade? ou doutra maneira:
Será que poderíamos ter liberdade e igualdade ao mesmo tempo?
Para responder a esta pergunta precisamos de saber a definição desses termos. Há mais de uma maneira de pensar em igualdade e mais de uma maneira de pensar em liberdade por isso a resposta desta pergunta depende da definição que usamos desse termos.
Pelo que pesquisei, existem duas ideias diferentes de igualdade:uma em que todas as pessoas são iguais perante a lei. Se há alguma lei contra assassinato, entao nao importa quem cometeu o assassinato, esta continua a ser errado. Isso e igualdade perante a lei; e á outra que afirma que as pessoas devem ser iguais em aspectos materiais como a riqueza.
Existe porém uma liberdade sem limites em que conduziria á tirania dos mais fortes sobre os mais fracos e existe outra liberdade em que nenhum Homem pode ser superior a outro.
Nesta teoria, só existe liberdade quando existe igualdade.
Respondendo agora á pergunta inicial: na minha opinião ambos os termos sao importantes hoje em dia na nossa sociedade. Nao vou proferir aquela que me parece mas relevante visto que a liberdade e a igualdade sao importantes. a liberdade para que qualquer ser possa ser livre, expressar se e ter o direito de fazer o que quiser sem ser proibido... e depois a igualdade que impoe tratar todos da mesma maneira, sem descriminação do sexo, cor, localidade entre outros... basicamente esta é a minha opinião, ambos sao importantes e ambos precisam de ser respeitados igualmente para que tenhamos uma sociedade justa.
Bruno Cardoso nº 19 11ºC

Anónimo disse...

Eu penso que tanto a liberdade como a igualdade são muito importantes. É importante sermos livres para expressar a nossa opinião, tomarmos as nossas decisões, e tudo o que a liberdade representa, mas também é importante sermos iguais, ou seja, não existir adiscriminação, termos as mesmas oportunidade.
Do que adianta sermos livres se não somos tratados de igual forma?
Muitos povos tentaram alcançar tanto a liberdade como a igualdade.
Nós, hoje em dia, somos livres( de pensar, de agir...) mas em alguns aspetos não somos tratados igualmente, por exemplo, ainda hoje em certos empregos as mulheres são discriminadas.
Para mim a librdade e a igualdade têm de estar equilibrados porque ambos são conceitos demasiado importantes e não fazem sentido um sem o outro.
Mariana Eusébio 11ºD nº17

Anónimo disse...

A meu ver, apesar de ambos os valores serem muito importantes, considero a liberdade mais. A liberdade permite-nos fazer as nossas próprias escolhas, em relação a maneira de como queremos viver a vida, o caminho que queremos percorrer, ao que pensar e até mesmo o que vestir.
É importante sermos livres, porque ao estarmos rodeados de pessoas com vidas, objetivos e personalidades diferentes, que fizeram as suas escolhas diferentes ou não das nossas, tornamo-nos pessoas de mente abertas aceitando o diferente, aprendendo assim a viver da melhor maneira devido ao poder que temos em fazer as nossas próprias escolhas, que por vezes não são as mais acertadas, mas é com os erros que aprendemos.
Resumidamente, a liberdade torna-nos as pessoas que somos e que queremos ser, consoante as nossas escolhas e opiniões.
Rafaela Miranda 10ºE Nº24

Anónimo disse...

Nos dias que correm, a liberdade e a igualdade são equitativamente importantes, no sentido em que uma implica a outra nos regimes políticos em vigor na maioria dos países. A sua implicação verifica-se também na antiguidade, como foi o caso da revolução francesa (liberdade, igualdade e fraternidade). O problema é que em grande parte dos casos a igualdade é muito mais negligenciada, pelos governantes,do que a liberdade devido há continua corrupção ainda existente, que acaba por fazer parte da natureza humana. Na minha opinião a liberdade é mais importante do que a igualdade, pois é esta que permite o surgimento da outra. Num regime político onde não haja liberdade também nunca haverá igualdade, porque há submissão e, dessa forma, quem comanda nunca terá os mesmos deveres e direitos que os seus súbditos, tendo em conta que é o líder que os distribui. Faz parte do ser humano querer inicialmente o melhor para si, deixando os seguintes para depois. Por outro lado a liberdade permite a existência de acções voluntárias e espontâneas próprias de um ser racional, enquanto que a igualdade isolada pode levar à conformidade da maioria, condicionando qualquer acção do ser humano e impedindo a hierarquização social, o que levaria à anarquia. A liberdade abre-nos o mundo, e a igualdade coloca alguns limites para não interferirmos com a do próximo.

Alexandre Mendes 11ºB nº2

Bruno Cardoso disse...

Rafaela Miranda,
a liberdade é importante como dizes mas porque será mais importante que a igualdade? Por exemplo, imagina um pessoas pobre e uma mais rica serem julgados por homicídio. e a pobre ser presa e a rica ser livre pelo simples facto de ter mais dinheiro, achas que existe igualdade aqui? ou doutra maneira, achas que isto é justo?
devias pensar que as duas sao ambas importantes para a humanidade. ambas sao direitos fundamentais.

Anónimo disse...

Penso que a liberdade é mais importante que a igualdade. Só se formos livres é que conseguimos ser todos iguais.
Acho que só é possível existir igualdade quando há liberdade.
Se nos derem a liberdade de fazer escolhas e de tomar decisões conseguimos ser iguais a todos os outros, ou seja, começamos do mesmo ponto de partida, depois cada um faz as suas escolhas e toma o seu caminho. Mas se cada um de nós não tiver a liberdade de fazer as suas escolhas nunca seremos iguais.

Ana Rita nº4 11ºC

Anónimo disse...

Cátia carlos 10 D nº9
eu penso que e dificil se escolher entre os dois valores.
Porque ambos são importantes para a humanidade ou seja não se pode ter igualdade sem liberdade são conceitos fundamentais na nossa vida e que por vezes não são respeitados da maneira que devem ser ,ambas as pessoas são iguais independentemente de raças ou linguas .

Susana Mendes 11ºB disse...

Podemos afirmar que estes valores variam de país para país, sendo uns mais valorizados que os outros. Mas será que a igualdade é mais importante? Ou será a liberdade?
Na minha opinião, ambos são importantes, mas é a igualdade que faz com que nós possamos ter liberdade, isto é, para haver liberdade tem que haver igualdade de direitos e se houvesse uma grande desigualdade, a liberdade seria muito limitada. Para vos explicar melhor, vou recorrer ao exemplo da novela “Gabriela” que está a ser emitida na sic, os coronéis eram mais livres e com mais direitos do que as mulheres, sendo elas um “pau mandado” dos homens. Elas não têm a mesma liberdade do que eles por existência de uma grande desigualdade de direito, no que podemos também demostrar nos tempos de hoje, por exemplo, na Arábia Saudita.
Falando na atualidade, até mesmo no nosso país temos uma certa desigualdade de direitos, por exemplo, em questões sociais e financeiros, isto é, existe pobres e ricos: os que trabalham muito e recebem pouco e os que trabalham pouco e recebem muito, no que para John Rawl é chamado equidade (distribuição desigual dos bens básicos).
Sendo assim, para uma sociedade justa tem que haver alguma desigualdade, porque se houvesse uma igualdade total, não haveria controlo na liberdade.

Anónimo disse...

Bruno Cardoso,
Sim concordo contigo, não é justo haver diferença de tratamento entre as pessoas, só porque uma é rica e outra é pobre, não faz qualquer sentido, pois cada um vale o que vale, não sendo o dinheiro um fator que torne as pessoas mais ou menos importantes em relação as outras. Mas, como foi referido em outros comentários, a liberdade leva a que cada um escolha o direito de igualdade, pois nos sendo livres, temos o direito de lutar por uma sociedade justa.

Rafaela Miranda 10ºE nº24

Anónimo disse...

Na minha opinião ambos são importantes como diz a minha colega Diana. A humanidade teve de lutar por liberdade e por igualdade, apesar de hoje em dia em pleno século XXI não termos liberdade, pois vivemos em sociedade e ela tem regras, logo se ela tem regras não somos livres porque nao podemos fazer tudo o que nos apetece e de tomar decisões que não estejam de acordo com as regras da sociedade em que vivemos, nem termos igualdade apesar de tambem termos lutado por ela e de ainda lutarmos, para podermos viver numa sociedade onde todos são iguais apesar de isso ainda nao acontecer pois nao pagamos todos os mesmos impostos,nem temos todos os mesmos direitos.
Mariana Vicente, nº18, 10ºE

Ricardo Garcia disse...

Ricardo Garcia nº19 11ºA

Para mim, ambas são importantes. A liberdade qualifica a independência, a autonomia de fazermos o que bem entendermos e por isso desde logo é muito importante. A igualdade, não menos importante, é uma norma que impõe tratar todos da mesma maneira, todos devem ser tratados da mesma forma. Ora de que nos serve sermos independentes, livres, se depois inibimo-nos de fazer certas coisas porque não somos vistos de igual maneira perante a sociedade? Por exemplo, de que serve ter a liberdade de pintarmos o cabelo de azul ou de vermelho se depois não somos vistos de igual forma? Sermos julgados como malucos ou idiotas por termos a liberdade de ter os nossos gostos. Temos liberdade, mas sentimo-nos sempre obrigados a estar dentro do normal perante a sociedade para não sermos vistos de forma desigual. Ora desta forma parece-me que a igualdade seja o mais importante, porque um dia em que tivermos igualdade perante tudo, aí sim, teremos liberdade para fazer o que quisermos sem sermos julgados.

Pedro Macide disse...

discordo com alguns comentários postados, porque a liberdade e a igualdade podem ter vários conceitos, em primeiro temos que definir liberdade e igualdade para podermos justificar a nossa resposta, e filosoicamente é muito dificil faze-lo..
Pelo que tive a ler muitas pessoas pensam que liberdade e igualdade é uma bicondicional, o que acho errado, são 2 coisas que nunca ninguém vai ter a 100%, foi por isso que ao responder a esta pergunta tentei ser o mais abrangente possível, tentando não focar-me em situações mais particulares mas sim na universalidade.
Vejemos, se tivermos liberdade conseguimos igualdade, porque podemos lutar para que isso aconteça, mas se tivermos igualdade será que é possível termos liberdade? Penso que não, porque podemos ser todos igualmente não livres.. MACIDE 11ºD n~20

Cathalin disse...

Entre a liberdade e a igualdade, poderei dizer que a liberdade tem um papel mais importante visto que sendo livres podemos ser nós a escolher tratar de igual maneira as pessoas, podemos ser nós a escolher viver numa sociedade igualitária, tratar-mo-nos de igual maneira independentemente da raça, condições de vida etc., estes dois valores acabam de certa maneira por se interligarem entre si. Mas se tivesse-mos que escolher apenas um dos dois valores apresentados, o escolhido seria a liberdade. Todos nós precisamos de liberdade, fazer-mos as nossas próprias escolhas. Numa sociedade em que não existe igualdade entre as pessoas pelo menos tem-se o poder de escolher. . Numa sociedade igualitária onde a liberdade não existe, podemos ser todos miseravelmente pobres ou igualmente ricos mas de que serve se não somos livres? E não podemos escolher o que fazer mas fazer apenas aquilo que alguém nos impõe.

Cathalin disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro Macide disse...

venho por este meio pedir as minhas imensas desculpas pelo meu português de 4º ano, acabei por escrever "vejemos" em vez de "vejamos", e venho propor às pessoas que gerem este blog que criem uma pergunta semanal para que os alunos da escola secundária pinheiro e rosa possam discutir ideias, tal como foi feito no dia mundial da filosofia, mas semanalmente..

Anónimo disse...

Na minha opinião acho que a liberdade é mais importante, contudo a igualdade não fica muito para trás.
A Liberdade é importante porque permite-nos tomar as nossas decisões conforme as nossas crenças, por exemplo, decidir sermos iguais ou não.
De certa maneira, tal como a Cathalin disse, os dois conceito acabam por se interligar, concordo também com a pergunta que ela colocou: "Numa sociedade igualitária onde a liberdade não existe, podemos ser todos miseravelmente pobres ou igualmente ricos mas de que serve se não somos livres?".
Carolin, 10ºD, nº6

Anónimo disse...

Na minha opinião a liberdade é mais importante. Acho que qualquer pessoa devia poder ser o que quisesse e se só houvesse igualdade acho que isso não seria possivel, alem disso os mais "preguicosos" iam ser mais beneficiados, pelo fato de saber que iam ter sempre comida e isso.
Acho sim que devia-mos começar sim todos do mesmo ponto de partida, com os mesmos direitos, mesmas oportunidades e partir daí quem se esforça-se mais era quem tinha mais benificios
Rui Branco 11ºC

Anónimo disse...

Eu concordo com o 2º comentário do Pedro Macide .
A liberdade e a igualdade não são , de todo , uma bicondicional .
Para mim, a liberdade é entendido como um conceito utópico pois será que temos mesmo a liberdade que dizemos ter?
De acordo com a filosofia liberdade consiste no conjunto de direitos de cada indivíduo; seja ele considerado isoladamente ou em grupo, perante o governo do país em que reside; é o poder qualquer cidadão tem de exercer a sua vontade dentro dos limites da lei.
Já a igualdade não é um conceito utópico, pois a igualdade é a situação em que as pessoas beneficiam dos mesmos direitos e das mesmas oportunidades num determinado aspecto ou a nível geral.
Contudo, eu acho que o conceito de liberdade, se é que existe mesmo da maneira como falamos dele, é mais importante. Pois se "atingirmos" a liberdade conseguimos lutar por uma sociedade igualitária, mas ao contrário acho que não .

Patrícia Pacheco, 11ºD, nº19

Anónimo disse...

Helena Costa 11ºB
Igualdade ou Liberdade.
Para que nos serve termos liberdade se no mundo em que vivemos não existe igualdade? Mas se colocarmos a questão ao contrário -Para que nos serve a igualdade se no mundo em que vivemos não existe liberdade? Pois bem, na minha opinião estes dois ideais não fazem sentido existir um sem o outro. Porque a igualdade, a ausência de diferenças de direitos e deveres entre os membros de uma sociedade é necessária para os seres humanos poderem viver numa sociedade em paz. Mas no entanto a liberdade pode ser compreendida tanto positivamente como negativa qualificando a independência do ser humano. São os dois igualmente necessários, sendo impossível escolher entre os dois.

Anónimo disse...

Eu acho que estes dois conceitos são bastante importantes nos dias de hoje, e de alguma forma estão ligados: se houver liberdade existirá igualdade. É como se fosse uma antecedente (que neste caso é a liberdade) e uma consequente (a igualdade). Por isso eu penso que nós não poderemos dizer que a igualdade é o valor mais importante, pois sem liberdade não poderá de maneira alguma existir igualdade.
Miguel Rodrigues, nº 29, 10ºD

Anónimo disse...

Na minha opinião ambos os valores são muito importantes na nossa vida, não só pessoal como em sociedade.
Relembro que liberdade pode ser vista em duas dimensões, negativa e positivamente, sendo que a primeira designa a ausência de submissão, servidão e de determinação, ou seja qualifica a independência do ser humano. Na dimensão positiva, identifica-se como a autonomia e a espontaneidade de um sujeito racional.
Já a igualdade retrata-se como a inexistência de desvios ou incongruências entre dois ou mais elementos comparados, quer sejam objetos, ideias, conceitos ou até mesmo, e com base nesta abordagem, o próprio ser humano.
Ora, com base nestes dois breves significados, e na minha opinião pessoal, refiro que, tanto a liberdade como a igualdade são dois valore que se entrelaçam ao longo da nossa vida, pois para existir liberdade implica a existência de igualdade.
Se a liberdade por sua vez é a ausência de submissão perante outro individuo, então precisamos de ter igualdade uns perante os outros para sermos livres.
Mas é claro que nem sempre tudo se aplica se aplica à realidade e nos dias que correm isso é bastante visível.
Nem sempre foi, mas agora com maior ênfase nos dias que correm, o nosso país é considerado um país livre, mas no entanto todos nós somos diariamente confrontados com a submissão e a servidão, como por exemplo através mão-de-obra barata, para podermos ter alguma liberdade financeira, para conseguirmos sobreviver.
No entanto cada vez mais existe desigualdade entre o povo e o estado português, apesar de mundialmente não fugir muito dessa perspetiva.
Como conclusão gostaria ainda de acrescentar que a igualdade e a liberdade na minha opinião nunca se separam porque desde sempre e para sempre que precisamos e precisaremos de ambos os valores para vivermos mais justamente na nossa sociedade e em sociedade.


Raquel Martins nº26 10ºD

Anónimo disse...

João Vitor Soares 10º C nº16

Eu acho que o que mais importa é a igualdade porque se houver liberdade mas não houver igualdade as pessoas poderiam fazer coisas que não é moralmente correto e na minha opinião a igualdade é um valor mais importante que a liberdade.

Anónimo disse...

Para vivermos numa sociedade justa, nunca poderemos dizer que temos liberdade total porque esta torna-se limitada ao confrontar-se com a liberdade do outro; são necessárias regras para que todos nós tenhamos os mesmos direitos e os mesmos deveres.
Julgo que ambos os valores apresentados têm a sua relevância no entanto, considero a liberdade o mais importante, porque apenas livres, poderemos tomar escolhas e consequentemente, decidir se queremos ser iguais e tratarmo-nos de igual modo. Porém, devem existir os dois valores e numa condição não totalitária pois se apenas existisse a liberdade, viveríamos num mundo desordenado, descontrolado e egocêntrico, em que todos pensavam em si e apenas em si e ninguém era julgado pelos seus atos já que não havia justiça, por exemplo.
Mariana nº23
10ºD

Anónimo disse...

Na minha opinião é possível haver liberdade e igualdade. Pois se todos nós tivermos liberdade, podemos então fazer as nossas escolhas e agir como queremos, e se todos tiverem esse direito (a liberdade) seremos então todos iguais, ou seja, haverá igualdade. Cláudia Ferreira 11ºC

Anónimo disse...

Miguel Ambrósio Nº22 10ºC

Acho que são os dois importantes, mas a liberdade penso que seja mais porque tens a escolha de seguir a tua vida com igualdade perante todos.

Anónimo disse...

Liberdade ou igualdade?
Na minha opinião eu acho que estes dois conceitos são fundamentais para vivermos numa sociedade justa, mas ainda assim eu acho mais importante a igualdade. A liberdade compreende o sentido dos seres humanos terem a liberdade de escolher (livre-arbítrio) nas suas ações, enquanto a igualdade é uma ideia que diz que devemos tratar todos os seres humanos de igual modo, sem haver discriminação.
Assim sendo, o que é que nos serve de termos liberdade, se depois não nos respeitam de igual modo, só porque as nossas escolhas de vida divergem em relação às escolhas que dizem ser as “ideais”.

Catarina Duarte nº7/11ºB

Anónimo disse...

Na minha opinião tanto a liberdade como a igualdade são igualmente importantes, pois estão ligados um ao outro. Tendo liberdade e podendo fazer as coisas de acordo com aquilo que queremos, temos assim os mesmos direitos, havendo assim igualdade. Cláudia Ferreira 11ºC

Anónimo disse...

Sofia Isabel, nº 25 ~ 10ºD

A meu ver, não é possível que liberdade plena e igualdade plena coexistam num mundo desde sempre hierarquizado. A partir do momento em que admitimos que é necessário haver Estado para que haja disciplina e organização, aceitamos a ideia de que é necessário condicionar e, por isso, limitar a liberdade de todos. Por outro lado, aceitamos também a ideia de que nos devemos submeter, de certo modo, àqueles que têm o poder de nos limitar, porque reconhecemos que esta é a única maneira de controlar a sociedade.
É evidente que a existência de liberdade absoluta anularia a possibilidade de haver igualdade completa, ou vice-versa. No entanto, é possível encontrar um equilíbrio entre estes dois conceitos, limitando-os de forma subtil e “confortável” para nós.

Anónimo disse...

A igualdade e a liberdade são ambos valores importantes numa sociedade.
Para mim o mais importante é a liberdade, pois esta leva ao aparecimento da igualdade. A liberdade é o direito de ir e vir, de acordo com a própria vontade, desde que não prejudique a outra pessoa. Esta é o poder de ter autonomia e espontaneidade.
Contudo a igualdade não fica a ser menos importante, mas se considerássemos a esta como o valor mais importante iríamos ser todos iguais e não seríamos livres.

Raquel Duarte
Nº22/11ºB

Anónimo disse...

Na minha opinião, a liberdade e a igualdade são muito importantes para que possamos viver melhor nas sociedades, nos dias de hoje, porque as pessoas têm de ser livres, ou seja ter liberdade de escolha, de ações, e supostamente têm de ter os mesmos direitos e deveres perante a sociedade. Mas isso não acontece, porque todos nós começamos do mesmo patamar de igualdade, e depois ao longo da vida começamos a evoluir e a diferenciar-nos, ou seja não somos iguais. Por isso para mim a liberdade é mais importante do que a igualdade.
Illya Yelistratkin 11ºA nº11

Lucas Sá, 11ºA disse...

Em primeiro lugar, gostaria de dizer que não utilizarei a expressão liberdade como sinónimo de livre-arbítrio ou como uma hipotética escolha de quem somos nem utilizarei igualdade no sentido de pessoas iguais física ou psicologicamente; utilizarei pois estes contextos num sentido mais político.
Posto isto, penso que talvez a igualdade seja mais importante que a liberdade. Na minha opinião, a liberdade total não é viável, pois têm de existir regras de comportamento social, têm de existir leis. Numa sociedade em que cada um faz o que quer e não tem de responder perante ninguém acabaria por se auto-destruir. A nossa liberdade acaba onde começa a do próximo. Esta expressão mostra que a nossa liberdade deve estar limitada, pois para uns serem completamente livres, outros veriam a sua liberdade imensamente reduzida. Não é portanto possível (nem desejável) criar uma sociedade 100% livre, mas tal não significa que a liberdade não deva existir. É necessário arranjar a quantidade suficiente de liberdade, definir os limites justos: não devemos viver numa ditadura, mas leis e os castigos para quem não as cumpre têm de existir. (Que limites são estes, é outra questão.) Além disso, estas leis devem ser escolhidas pela maioria, que tem a liberdade de decidir o seu futuro (dentro dos tais limites). E aqui acabamos por entrar no campo da igualdade, pois em muitas sociedades contemporâneas (para não referir a maioria das passadas) é uma minoria, socialmente e economicamente favorecida que dita o avançar das nações. Os mais ricos, mais poderosos e mais influentes fazem as escolhas que mais os favorecem e a maioria, desfavorecida vê-se obrigada a submeter-se. Ao não existir uma igualdade social entre os cidadãos, reduz-se a sua liberdade: quanto mais desigual for a sociedade, menor é a liberdade dos desfavorecidos, mesmo que à superfície as suas liberdades pareçam intactas. Posto de outra maneira, de que me interessa ser totalmente livre se depois, por ser inferior aos outros, não posso utilizar esta liberdade. Não pretendo com isto dizer que a sociedade deva ser completamente igualitária (uma sociedade sem classes em que todos são completamente iguais socialmente parece-me a melhor, mas também é utópica), mas devemos caminhar nesse sentido, aproximando-nos de uma em que todos tenham igualdade de oportunidades. Os que nasceram física ou socialmente em desvantagem, ou que no decorrer da sua vida sofreram infortúnios, devem ter exatemente as mesmas possibilidades de atingirem o que os mais favorecidos atingiram ou atingem. Numa sociedade menos estratificada que a nossa, as pessoas sentiriam-se iguais e portanto penso que mais cooperativas. E no fundo a cooperação é a base de uma sociedade organizada livre. Ou seja, a igualdade restringe os limites máximos da liberdade, ma também a promove. (Pode parecer paradoxal, mas não penso que seja, pois ainda que se reduzam os limites da liberdade para todos, e assim alguns percam um pouco, a liberdade da maioria acaba por crescer.)
Assim sendo, penso que ambos os valores sejam extremamente importantes, a igualdade acaba por se mais. É melhor viver numa sociedade com um pouco menos liberdade mas em que todos os indivíduos a tenham na mesma quantidade do numa em que há mais liberdade, mais por não existir igualdade ela se encontre concentrada numa camada social (que será a superior). Se me dessem a escolher se preferia ir para uma sociedade em que podia ter liberdade ilimitada, mas na qual existiria o risco de parar num estrato onde ela fosse muito reduzida, ou para uma sociedade onde teria a minha liberdade limitada, mas exatamente a mesma que todos os outros independentemente de quem fosse, escolheria a segunda. Foi esta a escolha que a pergunta me deu e eu escolho a igualdade.

Anónimo disse...

Os conceitos de Liberdade e Igualdade, são ambos um pouco distintos, visto que sem Liberdade é nos impossível obter a igualdade entre todos. Na minha opinião, a Liberdade é o conceito mais importante, porque todos devemos ter direitos e entre eles o "Ser Livre" é muito importante, queremos poder dizer o que nos vem à cabeça sem sermos punidos por isso, queremos poder fazer o que nos apetece, mas nunca podemos ter toda a liberdade que queremos, porque temos de respeitar o próximo.
Para vivermos numa sociedade justa, equilibrada e livre temos de nos respeitar todos, uns entre os outros, temos de ser livres sem prejudicar as outras pessoas, portanto a nossa liberdade tem limites. A liberdade foi um bem adquirido que custou muito, aos nossos antepassados, a ganhar e a verdade é que sem a Liberdade nunca poderíamos ter conseguido obter a Igualdade entre todos. A liberdade sem limites, seria irresponsável e impossível porque os mais fortes sobrepunham-se aos mais fracos.
A Igualdade é um conceito também muito importante, porque devemos todos ser respeitados independentemente da nossa raça, idade ou sexo. Devemos todos ter os mesmos direitos, quer queiramos usufruir deles ou não, os mesmos deverão estar sempre a nossa disposição. Devemos ter direitos iguais, desde o direito à vida, direito de assistência médica, direito de propriedade, direito à aprendizagem, direito à educação sexual, etc.
Mas a verdade é que hoje em dia, apesar de existirem leis nos diferentes países do mundo que deveriam levar à real igualdade/liberdade nada disto é cumprido, na maioria das vezes, os mais pobres ou as pessoas de raça diferente, são discriminadas, as pessoas mais ricas e de raça distinta são abrangidas por coisas que os outros não são. Hoje em dia, se não temos dinheiro para pagar as taxas moderadoras poderemos não ser atendidos no hospital e um dos direitos que nunca nos devia ser retirado, quer sejamos pobres ou ricos, é o de assistência médica. A igualdade, na atualidade, depende imenso da situação social e económica de cada um, tornando-a assim relativa. Na teoria, todos deveríamos nascer com as mesmas oportunidades e os mesmos direitos, mas na realidade não é bem assim, porque a igualdade e a liberdade estão sujeitas aos vários fatores na nossa vida, desde fatores financeiros, sociais, raciais e preconceitos que levam inclusive à discriminação sexual.
Podemos concluir que vivemos num mundo em que a injustiça e a desigualdade sobrepõem-se aos direitos de cada um, isto só poderá ser combatido através da união e do conhecimento.

Catarina Santos nº8 10ºD

Anónimo disse...

Considero que a liberdade é mais importante que a igualdade. A liberdade é muitas vezes desvalorizada em sociedades como a nossa, onde o estado democrático confere às pessoas direitos que seriam impensáveis em regimes ditatoriais. A sua importância não deve ser, contudo, esquecida. O facto de ser possível a reunião e a expressão livre de ideias, marca a diferença no desenvolvimento de um país.
Se por um lado as pessoas estão limitadas sem liberdade, por outro, esta liberdade deve ser limitada. Estas restrições surgem quando a liberdade de um individuo compromete a liberdade de outro e, se não existissem, os indivíduos mais fortes imperariam e a igualdade seria posta em causa.
Verificamos que umas pessoas são mais baixas, outras mais magras. Umas apresentam um tom de pele mais claro outras são espontâneas. Enquanto umas são sensíveis, outras são empreendedoras. É possível encontrar muitas diferenças entre elas, porém, nenhuma deve ser descriminada com base nestas disparidades. É fundamental que exista igualdade. Não faria qualquer sentido um individuo ser privado da educação devido à sua etnia ou não ter acesso a um emprego por pertencer a um determinado género. Estou a referir-me a igualdade de oportunidades. Considero, no entanto, que deve existir uma controlada desigualdade. Apesar de ser essencial que todas as pessoas tenham o mesmo ponto de partida, devem ser distinguidas de acordo com o seu mérito, com o intuito de gerar empenho e alguma competição saudável entre elas, que resultará numa sociedade mais eficaz.
Se a igualdade for entendida no sentido estrito, ninguém poderá destacar-se e, deste modo não existirá liberdade. Se cada um de nós for livre de fazer o que quiser, os mais fortes dominarão os mais fracos, não havendo igualdade.
Não acredito que os dois conceitos possam coexistir em plenitude mas penso que são ambos necessários e relevantes. Porém, na minha opinião, a liberdade está na base de tudo. Uma sociedade onde não há liberdade de expressão e de participação na vida politica não evolui, é uma sociedade “estagnada”. Não beneficia ninguém.

Beatriz Cabrita nº2 11ºA

Anónimo disse...

Para mim liberdade e igualdade são dois valores muito importantes.

Qualquer criança tem o direito de nascer com os mesmos direitos do que outra qualquer, independentemente da sua raça, religião ou dinheiro....

Mas a liberdade é um valor também muito importante na vida, qualquer pessoa gostaria de viver livre, mas tudo tem limites e ser livre é também ter a consciência dos seus actos.

Mas este dois valores estão dependentes um do outro.

Duarte Esteves; 10ºC; Nº 08

10ºE Nº4 disse...

A meu ver, a igualdade e a liberdade são um pouco diferentes, pois a igualdade depende do sitio onde nascemos, das politicas do país em que vivemos, e etc, enquanto que a liberdade depende de nós próprios mas também um pouco da politica do nosso país. Se não tivermos liberdade, não temos igualdade. Porém acho que a liberdade nunca pode ser dada a uma pessoa no seu total, porém a igualdade deveria de o ser. Concluo então que a igualdade é mais importante que a liberdade.

João Manuel Taylor disse...

Escolher entre igualdade e liberdade é de facto difícil, no entanto, pessoalmente, penso que a liberdade sobrepõe-se significativamente sobre a igualdade, passo a explicar.
Ter igualdade na sua generalidade significa possuir os mesmos direitos, deveres, oportunidades, escolhas, etc. ninguém ser superior ou possuir vantagem sobre outrem seja no que for.
Mas, se analisarmos atentamente a definição de liberdade, notaremos que, se tivermos igualdade mas não tivermos liberdade, a igualdade torna-se inútil. A falta de liberdade é não poder ter (ou ser obrigado a não ter) o mesmo que a igualdade nos daria. Por exemplo, ter igualdade de direitos mas não termos a liberdade de aproveitar esses mesmos direitos, a liberdade (neste caso a falta dela) torna-se superior à igualdade em termos de prioridade. É claro que para sermos felizes ambas as coisas são necessárias, mas se num caso extremo fosse necessário optar por uma, eu escolheria a liberdade.

Anónimo disse...

Eu acho que tanto a liberdade como a igualdade são importantes, porque a liberdade é fundamental para a vida do homem, como pode alguém viver calado e sem poder dizer o que sente e o que pensa.A igualdade também é indispensável na vida do ser humano ,porque para Deus todos são iguais , não é justo que uns tenham mais direitos que outros quando somos da mesma espécie.
João Antunes 10ºD

Ana Patrícia disse...

Liberdade ou Igualdade?
Estes são dois valores muito importantes e penso que não podem ser "separados" um do outro pois de certa maneira coexistem. No entanto, de outra perspectiva, de que serve sermos livres se não houver igualdade? Podemos ser livres, fazermos as nossas próprias escolhas, errarmos e acertarmos nas mesmas, mas no entanto, do que serve ser livre se não há igualdade? Se não houvesse igualdade, qualquer pessoa faria o que quisesse fosse certo ou errado, pois não haveria igualdade de direitos e cada pessoa seria livre (da maneira errada) de fazer o que quisesse. Num mundo sem igualdade, imaginemos que a nossa pessoa é a diferente, não seríamos felizes sem liberdade pois mesmo sendo diferentes não nos adiantava de nada o sermos se não tivéssemos a nossa própria liberdade. Para estes dois valores coexistirem de maneira certa têm de existir a 50 por cento cada um, pois se estes valores existirem mas desequilibrados, pode levar a guerras e muitos outros desastres, quer políticos, quer a nível populacional.
Desta maneira penso que não consigo escolher entre estes 2 valores, por serem tão importantes e necessários à vida de uma pessoa e, que para além disso dependem um do outro para uma sociedade justa e organizada.
Ana Patrícia , 11ºB

Anónimo disse...

Como alguns comentários referidos penso que ambo os valores são importantes e são muito essenciais para a humanidade, massetivesse de escolher um dos dois escolheria a liberdade pois todos temos o direito a nossa liberdade, sermos autónomos sem ninguém para nos impor ideias e para que seja o próprio individuo a agir por ele e não influenciado por outros. A igualdade também é importante,temos de ter todos as mesmas oportunidades mas se houvesse demasiada igualdade isso poderia levar a que muitas pessoas não se esforçassem como outras e seriam sempre beneficiadas. Por fim concordo com alguns comentários que referem que é difícil alcançarmos liberdade e igualdade total e pego no exemplo da diana todica quando diz que não somos a escolher se queremos nascer rapaz ou rapariga,se queríamos se pobres ou ricos etc.
Marco fidalgo 11:D

Anónimo disse...

Na minha opinião a liberdade e igualdade são ambos os valores importantes na nossa vida e devemos conservar estes. Sendo a liberade para mim mais importante pois enquanto cidadãos de um país ser livre é poder escolher os governantes, é manifestar a nossa opinião, enquanto pessoa individual é fazermos o que quisermos mas dentro de limites, ser livre é ter direitos e deveres! O direito de escolha, de atuação mas o dever de respeitar os outros. A nossa liberdade termina quando a do outro começa sendo assim a liberdade é um bem precioso que deve ser gerido com responsabilidade. Se considerarmos o valor igualdade mais importante talvez correriamos o risco de ser todos iguais, sem qualquer distinção mas nem todos livres pois cada um de nós se escolhesse livremente, de certeza que grande parte de nós escolhera caminhos diferentes uns dos outros.

Maryana Pekaruk, 10ºC, Nº20

Luis.F disse...

Ambos os valores em causa sao fundamentais ja que sem liberdade nao ha igualdade Ou seja ambos os valores necessitam um de o outro. mas se tiver de escolher escolho a liberdade ja que nos da a opção de escolha.

Luis Fialho 10ºD

Anónimo disse...

Na minha opinião a liberdade e igualdade são ambos os valores importantes na nossa vida e devemos conservar estes. Sendo a liberade para mim mais importante pois enquanto cidadãos de um país ser livre é poder escolher os governantes, é manifestar a nossa opinião, enquanto pessoa individual é fazermos o que quisermos mas dentro de limites, ser livre é ter direitos e deveres! O direito de escolha, de atuação mas o dever de respeitar os outros. A nossa liberdade termina quando a do outro começa sendo assim a liberdade é um bem precioso que deve ser gerido com responsabilidade. Se considerarmos o valor igualdade mais importante talvez correriamos o risco de ser todos iguais, sem qualquer distinção mas nem todos livres pois cada um de nós se escolhesse livremente, de certeza que grande parte de nós escolhera caminhos diferentes uns dos outros.

Maryana Pekaruk, 10ºC, Nº20

Anónimo disse...

Antes de mais, penso que foi uma excelente ideia comemorar o dia da Filosofia debatendo ideias, pois assim podemos pôr em prática os conhecimentos adquiridos nas aulas, neste caso, para debater uns dos temas mais criticados não só pelos políticos, mas por toda a humanidade. Desde a formação das comunidades que a igualdade é alvo de discussões, pois a igualdade é inalcançável. Todos sabemos que a nível fisiológico somos iguais, mas a nível psicológico somos todos diferentes, tendo aspirações diferentes, que consequentemente nos leva a tomar ações que para outros poderiam ser absurdas. Vários países como é o caso da Rússia levaram a cabo criar uma sociedade igual e justa (comunista). Essa igualdade é aparente, pois detrás do comunismo existem pessoas a enriquecer, como é o caso dos ditadores. Uma vantagem (penso eu) que a maioria dos humanos têm é quererem sempre chegar mais longe, que neste caso, é quererem ficar cada vez mais ricas, sendo a igualdade definitivamente inalcançável. A igualdade também condiciona a evolução, pois impede que exista inovações e desenvolvimento. Na fórmula 1, existe desenvolvimento a nível mecânico e aerodinâmico, pois existem equipas com mais financiamento que outras. A liberdade total também não existe, pois se ela existisse os humanos fariam ações atrozes, que poderiam pôr uma sociedade em risco de colapso. Ao contrário da igualdade, a liberdade parcial pode existir sem efeitos secundários, não condicionando a evolução. A liberdade e igualdade são contraditórias, pois se existe liberdade não pode existir igualdade e vice-versa. Penso que a chave para haver uma sociedade próspera e desenvolvida é haver um balanço entre estes dois temas, pois mesmo havendo pobres e ricos, são os ricos que têm o financiamento para a inovação em todos os aspetos.

Gonçalo Raminhos Nº15 11ºB

Anónimo disse...

Pelo o meu ponto de vista, de acordo com o que percebi, estes dois valores são um pouco dependentes um do outro. Perante o mundo atual(2012) se tivermos de escolher entre as duas, colocamos a seguinte questão: Se escolhermos a liberdade não poderá haver igualdade, mas se exitir igualdade poderá existir liberdade?
OU SEJA,
Se escolhesse-mos a liberdade, o mundo seria mais injusto, haveria mais desigualdade, cada um puxaria "a brasa para a sua sardinha" sem ligar aos outros ou há justiça. Mas NEM todos seriam assim. Haveria pessoas mesmo escolhendo a liberdade, iriam ter, também como valor, a igualdade , seriam justas entre si.
Se escolhessemos a igualdade, talvez houvesse mais justiça , mas isso não impedia de ALGUMAS pessoas serem livres.
A escolha de uma não impede a outra.

Cátia Silva nº 6 11ºD

Anónimo disse...

Na minha opinião, obviamente que tanto a igualdade como a liberdade são importantes numa sociedade organizada. O problema é encontrar um balanço sustentável entre ambos os valores. Se uma sociedade for demasiado igualitária, perde-se o lado competitivo que acaba por estimular a produtividade de cada cidadão, a vontade de trabalhar para atingir certos objetivos pessoais. Por outro lado, se a liberdade for demasiado predominante, cada um pode fazer o que quer e isso é obviamente negativo, visto que haveriam certamente abusos dessa liberdade. Se pode existir liberdade e igualdade ao mesmo tempo? Não em medidas equivalentes. Não quero dizer que uma coisa exclui a outra, mas é claro que quanto mais igualdade houver, menos liberdade haverá, e vice-versa. Não consigo, portanto, determinar ao certo qual dos valores deve predominar em relação ao outro. Depende dos indivíduos de cada sociedade. Se estivermos perante um povo trabalhador e obediente como alguns povos asiáticos, penso que é benéfico de algum modo aumentar a liberdade, visto que isso não vai influenciar negativamente a produtividade do país. Tudo depende de como a respetiva população responde às condições que lhe são impostas.
Resumindo, deve-se encontrar um balanço próprio de ambos os valores referidos para cada população, de modo a obter os melhores resultados a todos os níveis possíveis.

Carlos Fonseca Nº5 11ºA

Mauro Cruz disse...

Li uns quantos comentários e algumas opiniões pareceram-me bastante interessantes, contudo, partindo do pressuposto de que posso escolher um dos valores para implementar por completo na Humanidade escolho a Igualdade pois contrariamente à Liberdade, se este valor estivesse presente no ser humano desde sempre, e assim o permanecesse, haveria Liberdade incondicional sem a injúria de quem vem a seguir pois se todos fôssemos "iguais" para a eternidade o Homem jamais tentaria se sobrepor ao outro porém a Liberdade completa, ou seja, a Liberdade sem limites leva-nos à anarquia coisa que como já disse, não acontece na Igualdade.

Mauro Cruz, Nº 19, 10º E

Anónimo disse...

Anónimo disse...

Na minha opinião ambos os dois conceitos importantes mas acho que o conceito de liberdade é mais importante porque devemos ser livres para escolher nos nossos caminhos mas com responsabilidade. Mas não deixando de parte o conceito de igualdade pois devemos respeitar cada um de nós independentemente de como somos e de onde viemos e das nossos origens e independentemente dos caminhos que escolhemos.

Beatriz Guerreiro Nº3 10ºC

Anónimo disse...

Na minha opinião ambos os dois conceitos importantes mas acho que o conceito de liberdade é mais importante porque devemos ser livres para escolher nos nossos caminhos mas com responsabilidade. Mas não deixando de parte o conceito de igualdade pois devemos respeitar cada um de nós independentemente de como somos e de onde viemos e das nossos origens e independentemente dos caminhos que escolhemos.

Beatriz Guerreiro Nº3 10ºC

Anónimo disse...

Lucas,em todos os comentários, anteriormente postados, não há pessoa que diga que deva existir uma liberdade total. Acho que quando se fala em liberdade e igualdade se pensa automaticamente que estes dois valores têm restrições. E no conceito de liberdade vem implícito que a nossa liberdade acaba onde começa a do outro.
Concordo contigo , caro colega, em que não deve existir uma sociedade em que haja 100% de liberdade.
A liberdade em sentido político traduz um ideal que preside à determinação dos deveres e direitos dos indivíduos enquanto membros de uma sociedade.
Para que haja uma boa sociedade é mais importante que haja liberdade do que igualdade , pois só assim , ela conseguirá evoluir; porque , com liberdade nós podemos dar as nossas opiniões .

Patrícia Pacheco, 11ºD, nº19

Diogo Gil nº10 11ºB disse...

A liberdade e a igualdade são dois valores muitos importantes. Na minha opinião nenhum tem mais importância do que o outro.
Se houver liberdade é praticamente impossível haver igualdade, porque, vejamos bem, se houver liberdade todos temos o direito de fazer as nossas próprias escolhas, e é muito improvável que todos façamos as mesmas escolhas, por isso não existe igualdade, visto que fazemos escolhas diferentes. No caso de haver igualdade, não existe liberdade, porque para existir igualdade é necessário que todos façamos escolhas iguais, e se nós com liberdade não fazemos essas escolhas, então para que isso aconteça temos de ser obrigados a fazê-lo, por isso não há liberdade, visto que não temos liberdade para fazer as nossas próprias escolhas.
Se pensarmos bem, a igualdade não é mais importante do que a liberdade, porque como já expliquei atrás com igualdade não há liberdade, e se nós temos igualdade, ou seja, temos os mesmos direitos e mesmas oportunidades, mas não temos liberdade para fazer as nossas escolhas, então de que nos vale ter os mesmos direitos e oportunidades? Na verdade, vale muito termos os mesmos direitos e oportunidades, mas sem a liberdade, isso acaba por não ser tão compensador. Se virmos bem, a liberdade também não é mais importante do que a igualdade porque se tivermos liberdade para fazer as nossas próprias escolhas mas não tivermos os mesmos direitos e as mesmas oportunidades, então de que nos vale ter liberdade se uns têm mais direitos dos que os outros? É muito importante termos liberdade de escolha, mas se não tivermos igualdade, então a liberdade perde parte do seu benefício, porque acabamos por não poder fazer certas escolhas, apesar de que, tendo liberdade nunca podemos fazer todas as escolhas, mas neste caso temos uma maior restrição de escolhas, em que existem indivíduos que têm a oportunidade de fazer essas escolhas e existem outros indivíduos que não têm a oportunidade de as fazer.
Concluindo, nenhum destes valores é mais importante do que o outro, os dois valores são igualmente importantes, a liberdade e a igualdade são dois valores importantes numa sociedade justa, mas também são dois valores que são incompatíveis, quando existe um, o outro é improvável ou impossível de também existir.

Anónimo disse...

Na minha opinião, ambos estes conceitos são importantes para a nossa vida e para uma sociedade funcional. É muito difícil tentar encontrar o que é de facto mais importante pois ambos são muito difíceis de alcançar porque para haver uma liberdade ideal é preciso haver bastantes restrições para que a liberdade de uns não interferira com a liberdade de outros e haver igualdade para todos é também praticamente impossível pois fatores como a riqueza de alguns cidadãos ser superior á de outros impede essa sociedade de ser igualitária. Penso que para dizermos que uma sociedade proporciona igualdade para todos os cidadãos esses cidadãos devem ter os mesmos direitos, como por exemplo o direito á liberdade de expressão ou a liberdade de possuir bens portanto a igualdade inclui também o direito á liberdade.
Em diversos comentários vi como esta pergunta poderia ser bastante útil na criação de uma sociedade melhor. Penso que a liberdade total numa sociedade é impossível de adquirir pois haverá sempre algumas pessoas que tomarão por certo o seu direito á liberdade e o utilizarão de maneira que a liberdade dos outros seja prejudicada e a também liberdade total abre portas para desrespeito de leis. As leis são também na minha opinião uma restrição necessária á liberdade pois como já disse há pessoas que abusam dos seus direitos e assim prejudicam as outras. Acerca da igualdade penso que uma igualdade total para todos os cidadão é prejudicial pois por exemplo na igualdade económica como observado nos regimes comunistas um médico receberá o mesmo salário que um jardineiro o que obviamente não é justo. No entanto igualdade de direitos e de oportunidades por exemplo penso que seja necessário para uma sociedade melhor. Em conclusão penso que estes dois conceitos deveriam ser aplicados numa sociedade da seguinte maneira: haver liberdade restringida por leis para todos os cidadãos de qualquer sexo, etnia, estado físico e mental etc… e também igualdade para todos os cidadãos condicionada de maneira a que esta se mantenha e que alguns cidadãos não ultrapassem outros e possuam mais direitos por exemplo.
Concluo para responder á pergunta inicial, que a liberdade consegue ser mais importante que a igualdade pois é através da liberdade que conseguimos atingir mais metas como por exemplo arranjarmos um emprego.

Fábio Gonçalves nr 8 11D

Júlio Santos disse...

Para mim o mais importante é a liberdade porque sem liberdade nós não teríamos hipótese de fazer as nossas escolhas como quereríamos só eramos obrigados a fazer o que não queremos e também o que não gostamos. Viver sem liberdade é uma vida que eu não quero logo para mim o mais importante é a liberdade. No meu ver, a humanidade sempre viveu em desigualdade mas sempre se lutou pela liberdade porque é uma coisa que todas as pessoas querem.
Nós temos liberdade apesar de termos regras, na verdade o que nós temos e uma liberdade com restrições porque se não todas pessoas faziam o que queriam e bem lhes apetecia como por exemplo assaltar lojas, roubar pessoas na rua, matar pessoas. E por isso que existem regras.

Anónimo disse...

Na minha opinião tanto a liberdade como a igualdade são importantes, mas acho que considero a liberdade um pouco mais importante que a igualdade. Porque quando temos liberdade também podemos ter igualdade mas ao termos igualdade podemos não ter liberdade. Por exemplo: Podíamos ter igualdade uns entre os outros mas podíamos não ter a liberdade para podermos exprimir as nossas opiniões e ideias, mas se fosse ao contrario, ao termos liberdade teríamos opção de escolher a igualdade ou não.

Tatiana Guerreiro 10ºD nº30

Anónimo disse...

Todos sabesmo que a igualdadw e a liberdade sao valores muito.importantes, porque sao valores que toda a nossa vida devemos conservar, mas para mim o mais importante é a liberdade porque con liberdade nós podemos escolher, fazer caminho que escolhermos, por isso poderiamos escolher fazer uma sociedade quem que eramos todos iguais
Bruno 10c

Anónimo disse...

Estive a ler alguns comentários de colegas que defendem o igualitarismo, e reparei que existem pessoas ainda um pouco ingénuas.
É verdade que não temos 100% de liberdade, mas acabamos sempre por tê-la, pode não ser toda mas temos. Já a igualdade nunca a teremos nem haveremos de ter, e é impossível responder a esta questão não pondo em cima da mesa o livre-arbítrio (a meu ver). Nesta sociedade nunca haveremos de ser iguais porque quando um comportamento beneficia (a soma dos benefícios vs. prejuízos) o sujeito que o pratica, é de esperar que surjam muitos sujeitos a praticá-lo. E vice-versa (se prejudica, haverá poucos a praticá-lo), com isto conseguimos concluir que é impossível haver igualdade a partir do momento em que todos nós pensamos em beneficio próprio, logo é impossível haver igualdade quando ninguém luta para a ter.

P.S: a igualdade é bastante importante, atrevia-me a dizer que é mais importante que a liberdade, só que na nossa sociedade é impossível te-la, por isso respondi de acordo com a sociedade em que vivemos.
M

Rafael Fonseca, 11ºD disse...

Como vários outros, principiarei por referir que vou tomar os conceitos de liberdade e igualdade, assim como todo este problema, num contexto político, e não assumindo as outras interpretações do conceito.

Começo por dizer que nem a liberdade a 100% nem a igualdade a 100% são viáveis. Em relação à primeira, uma completa liberdade implicaria o poder de cometer actos criminosos sem repercussões, o que obviamente iria ter consequências insustentáveis. Em relação à segunda, uma completa igualdade implicaria fortes medidas para fazer cumprir essa mesma igualdade, pois apenas um impedimento muito forte poderia prevenir uma quebra da mesma.

Qualquer pessoa, se não tiver obstáculos, irá sempre se desenvolver tanto positivamente como negativamente, ou seja, não haverá igualdade social, económica.

Chego portanto, ao meu ponto principal: não pode existir verdadeira igualdade sem haver fortes obstáculos à liberdade social e económica. Também não poderá existir verdadeira liberdade sem haver grandes discrepâncias entre as camadas sociais, pois haver liberdade num contexto de sociedade implica poder-se desenvolver economicamente, implica poder “crescer” para além dos outros.

Uma grande liberdade social é incompatível com uma grande igualdade social. São conceitos mutualmente exclusivos. Não podem coexistir nas suas formas completas.

Logo, se queremos que a liberdade e a igualdade coexistam, teremos que “reduzir” uma delas.
Ora, penso que das duas, a igualdade deva ser reduzida, em prol da liberdade.

Igualdade de oportunidades é algo excelente e que deve ser aplicado a qualquer sociedade. Qualquer pessoa, independente do seu panorama social, cultural, étnico, religioso, deve ter as mesmas oportunidades, durante a sua infância, durante o seu percurso no emprego. No entanto, obrigar a qualquer igualdade sem ser a de oportunidades iria restringir a liberdade. Todos devem ter igualdade de oportunidades, mas ir para além disso seria impedir o desenvolvimento pessoal em prol do estatuto da maioria. Para além da igualdade de oportunidades, penso que cada um deve ser livre de se desenvolver socialmente, economicamente. Ou seja: durante o percurso inicial da vida de uma pessoa, as oportunidades que lhe são dadas devem ser as mesmas que são dadas a todas as outras. No entanto, para além desta “igualdade de partida” , não deve haver restrições ao desenvolvimento pessoal.

Adaptando a conhecida analogia da corrida de atletas, todos os cidadãos começam no mesmo bloco de partida, mas vai haver quem seja mais rápido que os outros, vai haver quem chegue mais longe que os outros, e isto não deve ser impedido.
Agora, claro está, se cada um for livre de se desenvolver, irá sempre ser criado um fosso social, irá sempre haver uma classe alta, uma classe média, e irá sempre haver o limiar da pobreza.

No entanto, qual é a alternativa? Colocar um limite no desenvolvimento de cada um? Obrigar todos a não passar desse limite, em prol da igualdade de todos? Qualquer medida destas implicaria força, implicaria pesadas restrições. Qualquer sociedade completamente igual seria uma ditadura.

Entre a liberdade e a igualdade, não podendo as duas coexistir na totalidade , a liberdade deve ser o valor a preservar, uma liberdade não completa, claro, em que o crime seja punido, mas onde cada um seja livre de se desenvolver até onde puder, socialmente, economicamente, tomando como partida uma igualdade de oportunidades entre todos.

Sim, haverá sempre uma elite poderosa, haverá sempre uma minúscula percentagem de cidadãos que serão mais ricos do que milhões de outros, haverá sempre uma enorme discrepância entre as camadas sociais, porque mesmo com igualdade de oportunidades, há sempre uns melhores que os outros.

No entanto, quando a alternativa a esta situação é uma ditadura que obriga à igualdade, julgo que a primeira é melhor. Nenhuma delas é óptima, mas a situação onde a liberdade existe em prol da igualdade é a mais suportável.

Anónimo disse...

Esta questão remete-me para os primórdios da humanidade. Desde sempre o homem teve a necessidade e a sede de comandar. A sociedade sempre foi hierarquizada e estratificada ao mais alto nível. Vejamos então, o homem é uma criatura racional, mas também instintiva, quando realmente deseja alcançar algo, luta por elas sem pudor e muitas vezes sem racionalidade. A igualdade é uma utopia, tal como o Comunismo descrito por Karl Marx, em que a sociedade era equilibrada e todos eram iguais, sem estratificações ou divisões raciais. Porém, é impossível manter uma sociedade igualitária. Então, a minha opinião é que de facto, a liberdade é mais importante. Nós, seres humanos, desde o momento do nosso nascimento até ao mais profundo momento da nossa morte, temos o direito de liberdade individual.Temos o direito de pensarmos como queremos, e de escolhermos as nossas crenças. Concluo então que a liberdade individual de cada um nós é essencial e extremamente importante, sem ela,não passávamos de simples animais motorizados, e perfeitos protótipos de uma sociedade "equilibrada", em que não haveria evolução do pensamento e da mente humana.
Teresa Rodrigues
11ºD

André Ameixeira 11ºB disse...

Penso que tanto a igualdade como a liberdade são importantes no progresso e na evolução de uma sociedade e que apresentam uma relação de implicação.
Ao longo da história tem-se notado, que estes valores têm vindo a adquirir um grau de importância cada vez maior, não só nas sociedades mais desenvolvidas, mas também nas menos desenvolvidas. Irei utilizar os termos liberdade e igualdade no âmbito da política. Embora pense que ambos são importantes, acho que a igualdade se sobrepõe, devido ao fato de esta levar necessariamente á liberdade. Quando falamos em liberdade, temos duas variantes, uma que denota a ausência de submissão e servidão, o que não se pode aplicar, porque as pessoas tem de estar sobre algumas regras, sobre algumas restrições e punições, para que uma sociedade evolua. Irei sim utilizar liberdade como a autonomia e a espontaneidade de um sujeito racional. A igualdade em política traduz-se como ausência de diferenças de direitos e deveres entre os membros de uma sociedade, ou seja, simplificando cada um deve receber o que lhe é devido. Numa sociedade deve existir os conceitos de justiça retributiva (diz respeito à forma adequada de punir infrações à lei) e justiça distributiva (tem a ver com a apropriada distribuição de bens e encargos entre pessoas diferentes), o que na minha opinião são sinónimos de igualdade. A justiça diz que as pessoas devem ser tratadas da mesma forma, expeto em casos onde as diferenças são relevantes. Mas na justiça também á desigualdades e diferenças, como inteligência, talento artístico, criatividade, empenho e muitos mais, e estas diferenças representam a liberdade que deve existir, porque são estas diferenças que fazem uma sociedade evoluir e permitem que as pessoas, a partir da mesma situação, sem beneficiar uns em relação aos outros, usufruam de liberdade em todos os sentidos, liberdade de pensamento, de escolha etc.
Para concluir, dizer que apesar de ambos terem o mesmo grau de importância, numa sociedade a existência de um (igualdade), vai levar obrigatoriamente á ocorrência de outro (liberdade) e por isso pode-se dizer que para mim a igualdade é mais importante.